ERIC BERNE

Criador da Análise Transacional

Berne_1.jpg

Eric Berne escreveu 8 livros:

• The Mind in Action (1947);

• A Layman's Guide to Psychiatry and Psychoanalysis (1957);

• Análise Transacional em Psicoterapia (1961)

• Estrutura e Dinâmicas de Organizações e Grupos (1963)

• Os Jogos da Vida (1964) -

• Princípios de Tratamento de Grupo (1966)

• Amor e Sexo (1970)

• O Que Você Diz Depois de Dizer Olá (1971)

 

Para uma biografia de Eric Berne, leia Eric Berne, Master Gamesman por Elizabeth Watkins Jorgensen e Henry Irvin Jorgensen, Grove Press 1984. Disponível no ​Amazon.com.

 

Além disso, foram publicadas duas antologias sobre seu trabalho:

• Além de Jogos e Scripts (1976) e Intuição e Estados de Ego(1977) - disponível para compra na ​UNAT-BRASIL.

 

Eric Berne nasceu em 10 de Maio de 1910, em Montreal, Quebec, Canadá, com o nome de Leonard Bernstein, filho de David Hiller Bernstein, MD, um clínico geral e Sarah Gordon Bernstein, uma escritora profissional e editora. Sua única irmã, Grace, nasceu cinco anos depois. A família imigrou para o Canadá da Polônia e Rússia. Os pais se formaram na McGill University, e Eric, que era muito próximo de seu pai, contava como ele acompanhava o pai médico nas suas visitas de rotina. Dr. Bernstein morreu de tuberculose aos 38 anos. Mrs. Bernstein sustentou os filhos trabalhando como editora e escritora. Ela encorajou Eric a seguir os passos de seu pai e estudar medicina. Ele se formou e especializou em cirurgia na McGill University Medical School em 1935.

 

Anos Pré-Guerra

 

Berne fez residência nos Estados Unidos no Englewood Hospital em Nova Jersey. Em 1936 ele iniciou sua residência psiquiátrica na Clínica Psiquiátrica da Yale University School of Medicine,onde ele trabalhou por dois anos. Entre 1938-39, Berne recebeu sua cidadania americana e encurtou seu nome de Eric Lennard Bernstein para Eric Berne. Seu primeiro trabalho foi como Clinico Assistente em Psiquiatria no Mt. Zion Hospital, Nova York, um cargo que ele ocupou até 1943 quando ele ingressou no Corpo Médico do Exército. Em 1940 Berne havia estabelecido uma clínica particular em Norwalk, Connecticut. Lá ele encontrou e casou com sua primeira esposa, Elinor,com quem teve dois filhos Ellen e David. Entre 1940-1943 ele também ficava entre sua casa em Westport e seu trabalho em Nova York. Em 1941 ele começou seus estudos como psicanalista no Instituto de Psicanálise de Nova York e foi analisando de Paul Federn.

 

Corpo Médico do Exército

Devido à demanda por psiquiatras para o exército durante a Segunda Guerra Mundial, Dr. Berne serviu no AUS Medical Corps entre 1943-1946, sendo promovido de primeiro tenente a major. Durante os últimos dois anos ele realizou terapia de grupo na ala psiquiátrica do Bushnell General Hospital. Quando foi dispensado do exército em 1946, Berne, então divorciado, decidiu ir morar em Carmel, California. Nesse ano ele acabou de escrever o livro The Mind in Action (A Mente em Ação) e assinou um contrato para sua publicação com Simon e Schuster de Nova York. Nesse mesmo ano ele continuou seus estudos em psicanálise no Instituto de Psicanálise de São Francisco. Em 1947 ele passou a ser analisando de Eric Erikson, com quem ele trabalhou por dois anos.

 

Vida Familiar na Califórnia

Assim que começou sua análise com Erikson, Berne conheceu uma jovem divorciada, Dorothy de Mass Way, com quem ele gostaria de casar. Erikson disse que Eric não poderia casar até que acabasse sua análise didática, e foi assim que Eric e Dorothy só trocaram alianças e foram morar em Carmel em 1949.Dorothy trouxe três crianças consigo, e ela e Eric ainda tiverem dois filhos próprios, Ricky e Terry. Eric amava o papel de pai de família, tinha prazer no seu grupo de rebentos e tendia a ser extremamente permissivo, mais frequentemente um pai nutritivo do que autoritário. Contudo, ele também sabia como conseguir tempo para escrever. Ele tinha um estúdio isolado construído no jardim, bem longe do barulho das crianças. Nesse estúdio ele escreveu a a maior parte de seus textos entre 1949 e 1964, quando ele e Dorothy se divorciaram amigavelmente. Durante esses anos em Carmel, Eric manteve um ritmo de trabalho forte. Em 1950 ele assumiu um cargo de Psiquiatra Assistente no Mt. Zion Hospital, São Francisco, e simultaneamente começou a trabalhar como Consultor para o Exército. Em 1951 ele ainda acumulou o trabalho de Psiquiatra Adjunto na Clinica de Administração e Higiene Mental de Veteranos, São Francisco. Ele manteve esses três cargos juntamente com suas clínicas particulares de Carmel e São Francisco.

 

O Rompimento com a Psicanálise e a Criação da Análise Transacional

Provavelmente os traços mais significativos da origem da Análise Transacional estejam contidos nos primeiros cinco artigos sobre intuição que Berne escreveu no início de 1949. Já nessa época, quando ele ainda trabalhava para atingir o status de psicanalista, ele ousou contestar os conceitos Freudianos do inconsciente nos seus artigos. Quando ele começou seu treinamento em 1941 no Instituto de Psicanálise de Nova York e depois quando ele prosseguiu seus estudos no Instituto de Psicanálise em São Francisco, Berne obviamente acreditava que seria importante tornar-se um psicanalista. Contudo, no final, esse título desejado foi negado; em 1956 sua candidatura a membro foi negada com o veredito de que ele não estava pronto, mas que talvez após mais três ou quatro anos de análise pessoal ou treinamento ele poderia se candidatar novamente. Para Eric, a rejeição foi estimulante, impelindo-o a a intensificar sua ambição de tempos em contribuir com algo novo para a psicanálise. Ele se pôs a trabalhar, determinado a desenvolver uma nova abordagem para a psicoterapia. Antes do fim de 1956, ele havia escrito dois artigos originais baseado em material que havia lido aquele ano na Clínica Psiquiátrica, no Hospital Mt. Zion, São Francisco, e na Clínica Neuropsiquiátrica Langley Porter, U.C. Medical School: "Intuição V: A Imagem do Ego": e "Estados de Ego em Psicoterapia." Usando referências a P. Federn, E. Kann, e H. Silberer, no primeiro artigo Berne mostrou como ele havia chegado ao conceito de estados de ego e de onde ele teve a idéia de separar "Adulto" de "Criança." No próximo artigo ele desenvolveu o esquema tripartido usado atualmente (Pai, Adulto, e Criança), introduziu o método de diagrama-os em três círculos, mostrou como esquematizar as contaminações, chamou a teoria de "análise estrutural" e denominou-a "uma nova abordagem psicoterapêutica". O terceiro artigo, entitulado "Análise Transacional: Um Novo e Efetivo Método de Terapia de Grupo," foi escrito alguns meses mais tarde e foi apresentado em 1957 no Encontro Regional da Associação Americana de Terapia de Grupo em Los Angeles. Com a publicação desse artigo em 1958 no American Journal of Psychotherapy, a Análise Transacional, o nome do novo método de diagnóstico e tratamento proposto por Berne, passou a ser parte permanente da literatura psicoterapêutica. Além de reafirmar os conceitos P-A-C, análise estrutural e estados de ego, o artigo de 1957 adicionou importantes aspectos como jogos e scripts.

 

Os Seminários

Desde o início, Berne usava seus seminários clínicos regulares das noites de quinta feira em Monterey como um espaço para experimentar sua nova teoria e métodos. Em 1950-51 ele começou um seminário noturno às terças em São Francisco; isto se incorporou em Fevereiro de 1958 como o Seminário de Psiquiatria Social de São Francisco, com o objetivo de levantar fundos para a publicação do Boletim de Análise Transacional, que surgiu pela primeira vez em janeiro de 1962 com Berne como editor. Em 1964 Berne e seus colegas dos seminários de São Francisco e Monterey decidiram criar uma Associação de Análise Transacional e deram-lhe o nome de International Transactional Analysis Association em reconhecimento ao crescente número de Analistas Transacionais profissionais fora dos Estados Unidos. A nova organização foi designada sucessora dos Seminários de Psiquiatria Social de São Francisco e o seminário de São Francisco passou a chamar Seminário de Análise Transacional de São Francisco em reconhecimento ao fato de que era apenas uma das muitas filiais da ITAA.

 

Os Últimos Anos

Os anos de 1964 a 1970 foram sem descanso para Berne. Depois de seu segundo divórcio sua vida pessoal ficou caótica, pois ele ansiava em encontrar outra parceira. Sua frustração nessa área o levou a trabalhar muitas horas nos seus escrito, mas quando ele casou com Torre Peterson in 1967, ele não abdicou de seus cada vez mais complexos compromissos para escrever. No início de 1970 ele novamente estava divorciado. Em junho de 1970, Berne sofreu o primeiro de dois ataques do coração. Algumas semanas antes do primeiro ataque, em 10 de maio, seu 60º aniversário, Berne contou aos amigos como se sentia bem. Ele tinha acabado de mandar o manuscrito de O Que Você Diz Depois de Dizer Olá para a editora Grove Press, e estava contente com o resultado. Ele verdadeiramente se permitiu alguns fins de semana de puro prazer, sem escrever. Contudo em 26 de Junho, ele sofre de fortes dores que atravessavam seu peito e costas, e que foram causados por um ataque cardíaco. Ele foi hospitalizado e estava se recuperando lentamente mas depois de três semanas sofreu um segundo ataque fulminante, enquanto trabalhava nas provas finais de O Que Você Diz Depois de Dizer Olá, que o levou a morte. Eric morreu dia 15 de julho de 1970. Ele está enterrado no Cemitério El Carmelo, em Pacific Grove, California.

 

© ITAA direitos autorais da ​ITAA - INTERNATIONAL TRANSACTIONAL ANALYSIS ASSOCIATION